• Default Alternative Text

    Nomade des mers: Inovação à bordo!

    Nomade Des Mer

    O Nomade des Mers, ou Nômades do Mar, é uma expedição marítima à bordo de um catamarã de 45 pés totalmente equipado com tecnologias de baixo custo, conhecidas como LOW-TECH. O objetivo da aventura, liderada por três jovens franceses, é estudar, desenvolver e prototipar LOW-TECHs ao redor do mundo, criando um ambiente de inovação ainda não explorado suficientemente pela comunidade científica.

    Como parte de seu programa de sensibilização para o tema Sustentabilidade, a Fundação Schneider Electric é um dos patrocinadores da expedição Nomade des Mers e, além de recursos financeiros, também mobilizou sua equipe de P&D para ajudar a tripulação a desenvolver tecnologias de baixo custo para equipar o barco e forneceu materiais e soluções de gerenciamento e acesso à energia, como a lâmpada solar Mobiya.

    Como apoiador financeiro, tecnológico e humano da Nomade des Mers, a Fundação Schneider Electric irá aproveitar as habilidades e competências dos funcionários da companhia na expedição. Em cada parada, os colaboradores da Schneider Electric irão participar de eventos com a tripulação para compartilhar conhecimento e experiências. Além disso, a Schneider também convidou alguns de seus especialistas para participar ativamente do Low-Tech Lab, onde vão colaborar com estudos sobre as tecnologias selecionadas.

    Nomade des mers

    (Imagem retirada do site oficial: http://nomadedesmers.org/)
     
    O que são low-techs? 

    Low-tech ou tecnologias de baixo custo são sistemas autônomos que atendem às necessidades básicas do ser humano, como alimentação, acesso à água potável e energia. Uma Low-tech precisa ser simples e acessível, ou seja, barata e localmente viável. Além disso, uma Low-tech deve ser reciclável, utilizar recursos renováveis e ter baixo impacto ambiental. Apesar dos seus benefícios para milhões de pessoas e para o meio ambiente, esses sistemas são ainda negligenciados pela comunidade científica clássica. Os inventores e empreendedores que se dedicam à pesquisa desse tipo de tecnologia muitas vezes não têm recursos humanos, financeiros e materiais suficientes para desenvolver essas inovações e compartilhar seus conhecimentos com outras pessoas.

    Assista ao vídeo abaixo