• Tornar supereficiente o sexto supercomputador mais rápido do mundo

Male IT worker with arms crossed and smiling at the camera with servers behind him.
Solução de resfriamento Schneider Electric InRow Close Couple: proporcionando economias estimadas de até 20% e PUE de 1,2.

Localizado a 6 milhas ao norte do centro de Austin, está o Stampede, um supercomputador construído pelo Centro de Computação Avançada do Texas (TACC) na Universidade do Texas. Um dos maiores supercomputadores do mundo e considerado como o sexto mais rápido, o Stampede realiza trilhões de cálculos por segundo, ajudando os pesquisadores em centenas de instituições acadêmicas a resolver problemas de ciência e engenharia de grande escala, variando do projeto de aeronaves à previsão meteorológica e nanoeletrônica.

Mas para a supercomputação moderna ser econômica, o fornecimento de energia e resfriamento das operações deve ser econômico e eficiente. Para ajudar a resolver os desafios de energia e resfriamento em seus ambientes de supercomputação, a TACC recorreu à Schneider Electric™ e sua solução InfraStruxure para data centers.

Ultrapassando expectativas 
A construção de supercomputadores que podem realizar simulações de escala muito grande para resolver problemas exige mais que engenhosidade; requer muita energia. Por exemplo, o Stampede fisicamente preenche até 180 gabinetes e utiliza 100.000 processadores convencionais, bem como 400.000 de um novo tipo de processador experimental.

“Neste ponto, atingimos o nível em que estamos dissipando quase 40.000 watts por gabinete por tipo de rack padrão de servidor com 0,6 m de largura, o que torna a densidade em nosso data center muito próxima de 11.000 watts por metro quadrado em todo o data center," disse Dan Stanzione, subdiretor do Centro de Computação Avançada do Texas e Universidade do Texas, em Austin.

O TACC está trabalhando com a Schneider Electric não apenas para otimizar a distribuição de energia na densidade necessária, mas também para remover o calor naquela densidade. A solução de resfriamento Schneider Electric InRow™ de circuito fechado, posicionada entre seus gabinetes de servidor com contenção em corredores quentes está ajudando a abaixar seu TCO. E mudando o resfriamento para mais próximo dos servidores, o TACC realiza economias adicionais estimadas em 15 a 20%.

“Estamos conseguindo um PUE de cerca de 1,2, o que significa que para cada watt que usamos em computação, usamos cerca de 2/10 de watt para resfriá-lo, o que é muito eficiente”, afirma Stanzione.

Assista ao nosso vídeo para saber mais sobre soluções Schneider Electric para resfriamento.
Saiba mais