FAQs

Fazer uma Pergunta

Como utilizar as instruções BITW e WBIT?

A instrução BITW monta uma Word (informação de 16 bits) utilizando o bit0 de 16 estados internos definidos pelo primeiro operando da instrução (OP1), por exemplo, se OP1 = 110h então o bit0 do byte 110h junto com o bit0 do byte 111h, assim por diante até o bit0 do byte 11Fh formarão uma Word definida pelo segundo operando da instrução (OP2), se OP2 = 480h teremos, depois da instrução habilitada, a informação correspondente a 16 estados internos contida na Word 480h, isso possibilita que haja uma redução do tamanho das informações que vão trafegar numa rede de CLPs Atos, pois ao invés da informação de 16 estados internos possuir 16 bytes, com a ação da instrução BITW, a mesma informação possuirá o tamanho de dois bytes. A instrução WBIT relaciona cada bit da Word definida pelo primeiro operando da instrução (OP1) ao bit0 de 16 estados internos, na seqüência, definidos a partir do segundo operando da instrução (OP2), por exemplo, se OP2 = 190h e OP1 = 490h, o bit0 da Word 490h afetará o bit0 do byte 190h (estado interno), o bit1 da Word 490h afetará o bit0 do byte 191h (estado interno), assim sucessivamente até o bit15 da Word 490h afetará o bit0 do byte 19Fh (estado interno). Dessa maneira a instrução WBIT executaria a reconstituição da informação que provavelmente foi compactada pela instrução BITW.
Isso foi útil?
O que podemos fazer para melhorarmos?