FAQs

Fazer uma Pergunta

Como escolho soft-starter da Schneider

A escolha do soft-starter depende :
- da tensão da rede de alimentação
- da corrente nominal do motor ou potência do motor em kW ou CV/HP
- do número de manobras por hora, do tempo de partida ou da aplicação (se bomba, ventilador, compressor, moinho, esteira, partida em cascata, etc.)
- de recursos, opcionais e acessórios requeridos do soft-starter, como rede de comunicação, saída analógica, número de entradas digitais e saídas a relé, bypass incorporado, terminal remoto na porta de painel, etc.

Soft Starters -> procure pelas famílias Altistart (ATS) abaixo :
  • Altistart 01 (ATS01) - analógico, compacto, bypass incorporado, disponível até 32A. Tensões trifásicas referência final LU = 220V, QN = 380V, RT = 440V não necessitando de tensão auxiliar, com controle de tensão de 2 fases do motor na partida regulável até 10s. Final FT necessita tensão auxiliar 110 ou 220Vca, e controla a tensão de uma fase do motor durante a partida regulável até 5s.  Atenção : referências final Q e LY foram descontinuadas (utilizar Altistart 22).
  • Altistart 22 (ATS22) - bypass incorporado, tiristores nas 3 fases, disponível de 17 a 590A, final Q atende às tensões trifásicas de motor 220V / 380V / 440V, aplicações em bombas, compressores, ventiladores, etc. Modbus RTU incorporado, terminal (IHM) de porta como acessório
  • Altistart 48 (ATS48) - disponível de 17 a 1200A, tiristores nas 3 fases, aplicações em serviço severo como partidas em cascata, moinhos, cargas de alta inércia, número de manobras elevado, tempo de partida elevado. Modbus RTU incorporado, saída analógica disponível, terminais para contator de bypass externo, terminal (IHM) de porta como acessório. Atenção : para 220V / 380V utilizar referência final Q, para 220 / 380V / 440V / 690V utilizar referência final 'Y'.
Isso foi útil?
O que podemos fazer para melhorarmos?