FAQs

Fazer uma Pergunta

Como funciona a proteção do disjuntor

 
Os disjuntores ( aberto , caixa moldada , modular e motor ) tem a curva de funcionamento que representa os pontos de atuação das proteções de sobre carga ( L ), curto circuito instantaneo ( I ), curto circuito temporizado ( S ) e curto circuito fase terra ( G ) . A corrente nominal da carga deve estar com os seus valores abaixo da linha de funcionamento assim como nas ocorrências dos transientes promovido pelos tipos de carga , neste quesito existe os disparadores que possuem a curva de funcionamento adequado aos tipos de carga , exemplo típico é o disjuntor com disparador para proteger os circuitos onde a carga é um motor . O motor ao ser energizado provoca um transiente que pode chegar a 12 vezes a corrente nominal e para suportar a estes valores de corrente de partida utilizam-se os disparadores especifico onde o ajuste da proteção contra curto circuito pode ser feita em ate 14 vezes a corrente nominal .
Os disjuntores normalmente são para proteção da distribuição elétrica onde o ajuste da proteção contra curto circuito chega a 10 vezes a corrente nominal desta forma não é adequado a proteção de motores pois atuam quando o motor parte , para contornar esta situação os usuários sobre dimensionam o ajuste da proteção para evitar a atuação do disjuntor , adotando este procedimento é necessário adequar a secção dos condutores para que não sofram aquecimento devido ao sobre dimensionamento do disjuntor , logo a pratica de sobre dimensionar o disjuntor ou sub utilizar o valor de ajuste ( no caso quando se define em 80% a corrente nominal do disjuntor)
Isso foi útil?
O que podemos fazer para melhorarmos?