• Default Alternative Text

    História

    História
    Schneider Electric

    De 1836 até aos dias de hoje, a Schneider Electric transformou-se no especialista global em gestão de energia. Começando nas suas raízes na indústria do ferro e aço, maquinaria pesada e construção naval, chegou à electricidade e gestão e automação. Após 170 anos de história, a Schneider Electric tornou-se actualmente no fornecedor de soluções que o irá ajudar a rentabilizar ao máximo a energia. Descubra a sua transformação abaixo.

    Século 19

    • 1836: Os irmãos Schneider assumiram o controlo das fundições Creusot. Dois anos mais tarde, criaram a Schneider & Cie.


    • 1891: Tendo-se tornado num especialista em armamento, a Schneider inovou ao lançar-se no emergente mercado de electricidade.


    Primeira metade do século 20


    • 1919: Instalação da Schneider na Alemanha e na Europa de leste através da European Industrial and Financial Union (EIFU).
    Nos anos seguintes, a Schneider associou-se à Westinghouse, um importante grupo eléctrico internacional. O Grupo alargou a sua actividade ao fabrico de motores eléctricos, equipamento eléctrico para centrais eléctricas e locomotivas eléctricas.


    • Pós-guerra: A Schneider abandonou gradualmente o armamento e voltou-se para trabalhos de construção, ferro e aço e para a área da electricidade. A empresa foi totalmente reorganizada para se diversificar e abrir a novos mercados.
    Final do século 20


    • 1981-1997: o Grupo Schneider continuou a centrar-se na indústria eléctrica separando-se das suas actividades não estratégicas. Esta política foi concretizada através de aquisições estratégicas pelo Grupo Schneider: Telemecanique em 1988, Square D em 1991 e Merlin Gerin em 1992.


    • 1999: Desenvolvimento de Instalação, Sistemas e Controlo com a aquisição da Lexel, o número dois europeu em distribuição eléctrica. Em Maio de 1999, o Grupo alterou a sua denominação para Schneider Electric com vista a enfatizar mais claramente a sua experiência no campo eléctrico. O Grupo adoptou uma estratégia de crescimento acelerado e competitividade.


    • 2000-2009: Período de crescimento orgânico, posicionando-se em novos segmentos de mercado: UPS (unidades de alimentação ininterrupta), controlo de movimento, edifícios inteligentes e segurança através das aquisições da APC, Clipsal, TAC, Pelco, Xantrex, entre outras.

    Fonte: "Schneider, l'Histoire en force" (disponível apenas em francês)
    Tristan de la Broise et Félix Torres - De Monza Editions.